O tempo

Escrito por admin em . Publicado em Notícias

Você já se pôs a pensar quantas vezes por dia você sente seu corpo? Há quantas inspirações por dia o ar entra em seu pulmão vitalizando seus músculos? Como é sua interação com seu meio e com as pessoas as quais convive?
Hoje o tempo é uma medida relativa onde demora para chegar a hora certa e quando chega passa rápido de mais, ou seja, não vivemos o tempo ao seu tempo.
Acontecem milagres há todos os instantes, pessoas especiais cruzam nossos caminhos, vivenciam situações e ao seu tempo, ficam ou partem, enriquecendo ou modificando nosso universo.
Tempo é vida e saúde, é aproveitar cada esforço de vida que nosso organismo faz para aproveitarmos cada instante. Nossa vitalidade depende de como gastamos essa energia para manter o equilíbrio de forma perfeita, sendo em mudanças ou manutenções da forma fisico-energética.

O “aqui e agora” são momentos raríssimos e mal aproveitados, nos geram doenças, tristezas e saudades. Como é linda a palavra saudade, quando vivenciada de forma elementar.

No ocidente o tempo é curto, acordamos atrasados, fazemos visitas rápidas, dormimos pouco, comemos “correndo” e quando nos damos conta o dia já se acabou e ainda falta fazer uma porção de coisas. O conceito errôneo de falta de tempo é a pressa e não a qualidade de vivenciarmos saborosamente do presente que vivenciamos.

Tente um dia, a cada dia, acordar 10 minutos mais cedo, sentir seu corpo despertar, esticar vagarosamente cada milímetro da sua forma complexa de ser humano, olhe para o lado e veja o que se encontra. Tente lembrar-se do sono. Faça uma respiração de expansão: Inspire em quatro tempos e solte em seis tempos (contando), sinta o frescor do dia, da vida acordando todas as micro células do seu organismo e as chamando a despertar. Coma com prazer, coma algo que sinta vontade há bastante tempo. Olhe-se no espelho e veja a persona maravilhosa, cheia de energia que vai desvendar um universo novo e cheio de expectativas, e que nesse novo dia, as coisas serão melhores, mais delicadas e muito mais observadas. Ao entrar no seu transporte, sinta a maquina e toda a combustão que te guiará a seu rumo. E ao iniciar suas atividades, de o melhor de si. Assim, como o sábio fará no melhor com qualquer ferramenta que tiver e seu tempo será, assim, aproveita da melhor forma. E ao chegar a seu lar, pousará sobre seu travesseiro a tranqüilidade, que independente de muito ou pouco, o que foi possível realizar, foi único e belo e esse dia nunca mais voltará atrás!

Namastê

Facebook